Buscar
  • Igreja Batista Mineira

Viver: mais que um verbo de ligação, um verbo de ação

por Flávia Abreu Lamounier


Então, formou Deus ao homem do pó da terra e lhe soprou nas narinas o fôlego de vida, e o homem passou a ser alma vivente.

Gênesis 2:7


É natural observar algumas ações humanas em que a vida “bios” seja o último elemento o qual o cidadão esteja pensando conservar ou mesmo valorizar quando pratica algumas atitudes perigosas arriscando-se ao extremo diante de alguns desafios, sejam eles porque estão na moda (tendência) sejam eles porque estão na mente. O fato é deve-se perceber que aquilo que chamamos de ar, oxigênio, de fôlego e que nos trouxe à vida, preexistia no interior de um Deus Trino e Criador e, também, por meio desse tal elemento que o pertencia antes de nós como dito, fomos trazidos a essa terra pela Sua vontade e, por isso, deve ser valorizada.


Poucos ou alguns não se atentam ao simples fato de que “viver é melhor que sonhar” como já foi dito. Estar presente, agindo, recebendo, doando é o fator mais extraordinário que um ser humano pode provar.


A verdade é que o certo ou, talvez, o aceitável seria quando recebêssemos um presente, este fosse considerado de forma valiosa. É assim que cuidamos do que ganhamos quando reconhecemos tamanho valor. A vida é um presente.


É importante notar que Deus não nos daria algo para que fôssemos infelizes com isso ou fizéssemos mau uso mesmo que se em alguns momentos da nossa vida Ele permita acontecimentos que nos traga dúvidas quanto à liberdade, felicidade e salvação planejadas para nós. O certo é que tudo tem um propósito debaixo dos céus acreditando você ou não porque a veracidade das ações e promessas bíblicas, portando divinas, independem de você acreditar ou não, e graças a Deus por isso.


E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.

Romanos 8:28.


A vida nos foi dada ou permitida a fim de que a usássemos com alegria segundo a sua vontade e, totalmente entregue em suas mãos, devemos seguir os caminhos a nós propostos no decorrer da nossa existência terrena na forma que nos vêm apresentados. Vale lembrar que se deve administrá-la pensando que nossas atitudes e escolhas devem passar primeiro pelo crivo e autorizações de conduta dadas pelo Pai a fim de nos bem suceder porque como a palavra mesmo afirma:


“...sem mim nada podeis fazer.”

João 15.5b.


Valorize o seu fôlego, a sua vida, os seus “olhos” ainda abertos. Seja como for, em qualquer situação, Deus é Senhor absoluto em tudo e todos. Os meios, as condições, a consciência, as atitudes e os pensamentos estão na possibilidade do alcance de Suas mãos.

Não temos nada a fazer quando aquele que conhecemos e com quem dividimos nossos dias em alguma circunstância já se expirou no sentido literal da palavra. Hoje mora fora dos portões terrenos e vida material. Isso faz com que pensemos ou, no mínimo, provoca nossa reflexão de que esse fator é concreto e real na vida de cada um de nós e vai acontecer.


Portanto, reaja ao que te tira as ações enquanto vivo. Reaja contra toda e qualquer necessidade de se lançar fora desse plano terreno, Deus te quer em constante movimento, mesmo que as circunstâncias não sejam favoráveis


“...assim andemos nós também em novidade de vida.”

Romanos 6:4


Estamos em treinamento. Sabemos que uns de forma diferente de outros, mas todos estamos. É necessário que considere os feitos divinos para que se ame a vida de maneira, a saber, que o ontem já se foi, não se revoga, o amanhã não existe, mas o presente, ah!! O presente! Este sim nos foi dado para que o transformássemos em ações positivas que permeiam o aprendizado a fim de colaborar não só para você mesmo como também para o seu próximo, e essa é uma das nossas missões nesse mundo sem sombra de dúvida.

A vida em toda sua existência deve ser amada, cuidada, conservada até que o próprio Deus a inspire de nós. Porém será por um só instante até que nos ressuscite como Jesus uma vez o foi.


Vivamos com toda vontade e amor porque“...onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?”

1 Coríntios 15:55.


“Quando a consciência humana conseguir compreender um miligrama daquilo que Deus é capaz de fazer por ela e no seu coração, ficará tão maravilhada que até a inércia do espanto será um sinal de grande poder manifestado.” Flávia Lamounier



12 visualizações1 comentário
Igreja
Batista
MineirA

batistamineira@gmail.com

 

Rua Piauí, 1045 - Funcionários

Belo Horizonte / MG

CEP 30150-321

  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon

@2019 - Site desenvolvido por JP | Designer